terça-feira, 16 de novembro de 2010

Prêmio de Literatura Portugal Telecom

O Prêmio Portugal Telecom de Literatura aconteceu nesta segunda-feira em São Paulo, no Brasil, numa cerimónia que homenageará também José Saramago.

Os nove livros finalistas são «A passagem tensa dos corpos», de Carlos de Brito e Mello, «AvóDezanove e o segredo do soviético», de Ondjaki, «Lar», de Armando Freitas Filho, «Leite Derramado», de Chico Buarque, «Monodrama», de Carlito Azevedo, «O filho da mãe», de Bernardo Carvalho, «Olhos secos», Bernardo Ajzenberg, «Outra vida», de Rodrigo Lacerda, e «Pornopopéia», de Reinaldo Moraes.

Os vencedores receberão prémios de 100 mil reais (45 454 euros), 35 mil reais (15 909 euros) e 15 mil reais (6818 euros), respectivamente primeiro, segundo e terceiro classificados.

O Prémio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa foi criado em 2003, começou «como um contributo para a divulgação da literatura brasileira no seu país, evoluiu e desde 2007 que premeia as obras literárias de escritores de língua portuguesa (independentemente da sua nacionalidade), desde que tenham sido publicadas no Brasil», refere a nota da Portugal Telecom.

Esta oitava edição contempla romance, conto, poesia, crónica, dramaturgia e autobiografia, escritos em Língua Portuguesa e publicados no Brasil no ano passado.

No ano passado, o escritor brasileiro Nuno Ramos, autor do livro «Ó», venceu o Prémio Portugal Telecom de Literatura.

Na cerimónia de entrega do prémio será feita uma homenagem ao Nobel da Literatura José Saramago, falecido em Julho, cujo romance «Caim» foi retirado da lista final do Prémio Portugal Telecom Literatura, por iniciativa da Fundação Saramago e da Companhia das Letras, editora do escritor no Brasil.

Esta decisão foi tomada «por forma a serem reconhecidos outros autores de Língua Portuguesa» e vai ao encontro do que José Saramago, ainda em vida, já o expressara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes: