sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Dicas de Português

Devem haver outras formas de cultivar uma exposição de arte.”

Nunca é demais lembrar que o verbo “haver” quando exprime as ideias de “existir” ou de “ocorrer” é considerado impessoal (sem sujeito), o que o leva a permanecer no singular. Os verbos flexionam-se para concordar com o sujeito; na ausência de sujeito, ficam na terceira pessoa do singular.

É por isso que dizemos que “houve indícios de fraude” (e não “houveram”) ou que “havia casos intrigantes” (e não “haviam”). É o mesmo tipo de construção própria dos verbos que exprimem fenômenos da natureza: “Choveu muito ontem”, “Nevava”, “Ventava” etc.

Quando o verbo “haver” aparece acompanhado de um verbo auxiliar, este assume o comportamento impessoal, permanecendo no singular. É por isso que dizemos “Deve haver indícios de fraude”, “Pode ter havido casos semelhantes”, “Vai haver reações”, “Tinha havido exposições”, “ de haver pessoas honestas” etc.

Veja, abaixo, a construção correta:
Deve haver outras formas de cultivar uma exposição de arte.

Por: Thaís Nicoleti, retirado na íntegra do site UOL Educação..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes: